Investir em cultura é simples, legal e não tem custo

Num momento de crise, que atinge praticamente todos os setores da economia, utilizar as possibilidades de incentivo fiscal criadas pela legislação vigente é uma importante ação estratégica, que deve ser incorporada ao planejamento das empresas e que também pode ser adotada por pessoas físicas.

Qualquer pessoa jurídica tributada pelo lucro real  ou pessoa física que paga Imposto de Renda podem investir em cultura sem tirar dinheiro do caixa ou do bolso.  A Lei Federal de Incentivo à Cultura (até recentemente conhecida como Lei Rouanet) possibilita que os projetos culturais aprovados pelo Ministério da Cidadania - Secretaria Especial de Cultura recebam parte dos recursos do Imposto de Renda que seriam pagos ao governo federal.

É a empresa ou cidadão que definem qual projeto irão apoiar, seja na área de teatro, dança, literatura, circo, artes plásticas, música, cinema ou  outro segmento cultura. Além de promover uma boa ação o patrocinador ainda tem os benefícios do marketing cultural, uma vez que sua marca poderá ser aliada ao projeto, sem nenhum custo.

Essa é uma das poucas possibilidades que tanto as empresas como os cidadãos têm de decidir onde vão aplicar parte do dinheiro dos impostos que inevitavelmente iriam pagar. Mais importante ainda: têm a oportunidade de fazer com esses recursos circulem nos municípios onde atuam ou vivem, fortalecendo não só a cultura, como também a economia desses locais.

 

Dez motivos para investir em Cultura

1 O patrocínio cultural é uma das raras oportunidades que o incentivador tem de garantir que parte do seu Imposto de Renda seja aplicado no próprio município ou na região onde atua;

 

2 Ao incentivar um projeto, as empresas desenvolvem o Marketing Cultural, associando sua marca a iniciativas que beneficiam a comunidade onde atuam;

 

3  É o incentivador que define o projeto que irá apoiar, o que possibilita que ele priorize as áreas ou projetos que julgue prioritários para sua comunidade;

 

4  Como pode patrocinar projetos da sua região, o incentivador tem condições também de acompanhar de perto a aplicação dos recursos e os resultados da iniciativa;

 

5  O incentivo à cultura fortalece os municípios, criando possibilidade de acesso e democratização da cultura local;

 

6 A lei possibilita que as empresas ou pessoas físicas apliquem recursos  financeiros oriundos de impostos, que não permaneceriam em seus caixas, em projetos culturais com retorno em imagem;

 

7 As leis de incentivo possibilitam que se deflagre um processo de criação, pesquisa e produção, que de outra forma poderia estar inviabilizado por falta de fontes de financiamento;

 

8  O patrocínio de projetos através de leis de incentivo é acima de tudo um investimento em imagem da empresa. Quando alinhada a políticas de responsabilidade social corporativa traz retorno e vantagem competitiva para a organização;

 

9 O marketing cultural é uma estratégia de diferenciação que permite à empresa fortalecer a sua marca e conquistar um posicionamento mais favorável na mente dos consumidores.

 

10 Num momento de crise econômica, investir em projetos  culturais significa potencializar e tornar mais eficaz o processo de marketing das empresas

 

 

ABC Projetos   - Rua Sebastiao Marcondes Ferreira, 22 - Vila Oficinas - Ponta Grossa/Paraná - Fone: (42) 3026-6754 / 999118-9007 - Whatsapp: (42) 99839-4207